Domingo, 14 de Outubro de 2007
No caminho de regresso da encosta do Castelo, falou-se de prendas (assunto menos polémico que a questão dos filhos, por sinal ;)) e alguém me perguntou que prenda eu tinha gostado mais de receber...

Assim, de repente, não soube responder... Não porque não tenha recebido prendas que me deixaram, nesses momentos, extasiada, mas porque me é difícil escolher uma... Acima de tudo gosto do efeito surpresa - a prenda em si não tem de ter valor económico, importante é que me faça sentir alguma coisa.

E é isto que eu gosto na vida: a surpresa, o pormenor. Cada vez mais me custa lidar com a rotina, com o controlo... Mas muitas vezes pergunto-me sobre o que é que é o certo: se seguir os meus impulsos e fazer aquilo que me faz ferver o sangue e sentir viva; ou viver pelo seguro, seguir o caminho mais direito, escolher as opções com menos riscos?

Será que há alguma coisa que iguale aquele friozinho na barriga que sentimos quando algo mexe verdadeiramente connosco?


publicado por AB às 19:36 | link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Definição: pessoa que fala muito e sem pensar.
mais sobre mim
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


posts recentes

5/2010

4/2010

3/2010

2/2010

1/2010

HOJE.

CONTINUANDO.

CANSEI-ME.

DIA 79.

DIA 76.

arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

blogs SAPO
subscrever feeds