Terça-feira, 10 de Julho de 2007
Desarmas-me quando me olhas nos olhos, com esse ar matreiro, em busca de consentimento para uma traquinice...
Quando me abraças, furtivamente, como se o teu mundo começasse e acabasse em mim...
Quando resmungas por eu não saber que, para ti, as torradas não têm " a parte dura"... Ou
Quando me puxas para te ajudar com as tabuadas...

Desarmas-me quando, na praia, já de lábios roxos, me pedes colo para te aquecer...
Quando suplicas para jogar às raquetes ou fazer castelos na areia...

Desarmas-me quando fazes beicinho e me dás um beijo doce...
Quando me respondes torto e me deixas sem palavras... Como agora...


publicado por AB às 21:20 | link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Definição: pessoa que fala muito e sem pensar.
mais sobre mim
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


posts recentes

5/2010

4/2010

3/2010

2/2010

1/2010

HOJE.

CONTINUANDO.

CANSEI-ME.

DIA 79.

DIA 76.

arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

blogs SAPO
subscrever feeds