Domingo, 30 de Dezembro de 2007
Na "repartição" trocaram-se presentes no habitual almoço de Natal. No ano passado tinha sido contemplada com um belíssimo conjunto de velas roxas, com um cheiro absolutamente horroroso, que mais fazia lembrar a Páscoa do que o Natal.

Este ano, quando finalmente descobri o meu embrulho, fiquei relativamente entusiasmada: era um livro! Quando o abri, porém, fiquei um bocadinho relutante... Isto porque, mal o folheio, leio o seguinte título: "O que é melhor: sexo oral ou sexo anal?"... A que se seguia um outro: "É melhor dominar ou ser dominado?"...

Bom, depois de ter corado até à raiz dos cabelos, e por entre meia dúzia de graçolas, resolvi investigá-lo mais aprofundadamente... E encontrei dois pequenos textos que vos deixo aqui.

" O sexo

Evitem os conselhos do Papa Bento XVI, que provavelmente já foi substituído entretanto por outro menos radical e mais progressista (queira Deus, literalmente); evitem animais, professores e menores - excepto se também vocês forem menores. Prefiram o ar livre às pensões rascas (frase a partir da qual poderia, aliás, começar uma manif).

[...]

O amor

Ouçam Caetano, Mew e Tindersticks. Depeche Mode, James, Go-Betweens, Smiths, Lloyd Cole, Jorge Palma e Nick Cave. Devorem concertos. Comprem discos - só saquem da net se a FNAC não os tiver disponíveis. Coisa que sucederá amiúde, estou em crer. Leiam poesia portuguesa. Aliás, emprestem discos e livros aos amigos, num intercâmbio permanente com a serena consciência de que os objectos podem não mais voltar às vossas mãos. Sejam fiéis depositários das pedras preciosas que os vossos amigos decidirem partilhar convosco. Aprendam a tocar um instrumento. Apontem o máximo possível dos pormenores dos vossos sonhos, mal acordem e poucos minutos antes de sair de casa para comprar pão. Telefonem muitas vezes aos vossos pais. Vão ao cinema pelo menos uma vez por semana. Escrevam cartas aos mais próximos e aos mais distantes. Contem o vosso maior sonho à pessoa perto de vós que mais desesperada parecer estar. Talvez a inspire. O mundo, neste século, muda-se pessoa a pessoa. Despeçam-se dos empregos onde reinar o cinismo. Se nada disto resultar, comecem de novo pelas vossas próprias regras. O amor - sobre o qual tantos artistas já escreveram, pintaram, compuseram, esculpiram, morreram, etc. - estará sempre disponível num sítio enigmático qualquer onde, misteriosamente, os bilhetes já esgotaram mas ainda há lugares para VIP e para felizes contemplados com acesso aos bastidores. O importante é partir e fazer por merecê-lo. Acho."

(Excertos do "O Playboy Que Chora nas Canções de Amor", de Luís Filipe Borges)

Resumindo, concluindo e "embaralhando", rebuscando um lugar comum bastante piroso, estas são basicamente as minhas mensagens de ano novo... E façam o favor de serem felizes!!!


publicado por AB às 11:06 | link do post | comentar | favorito

Definição: pessoa que fala muito e sem pensar.
mais sobre mim
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


posts recentes

5/2010

4/2010

3/2010

2/2010

1/2010

HOJE.

CONTINUANDO.

CANSEI-ME.

DIA 79.

DIA 76.

arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

blogs SAPO
subscrever feeds