Domingo, 23 de Agosto de 2009

Não existe, está claro. Mas se estivesse tipificado no nosso Código Penal, bem podia ser o cabo dos trabalhos!

Começo a achar que este peixe foi feito para ser o "meu" peixe.

Ontem comprei-lhe um aquário. Escrevo já com o meu peixe na sua nova moradia. É um áquario assim 50x20cm, estratégicamente colocado num canto da sala. Tem luz. De noite fica engraçado. Falta-lhe cor. Amanhã trato disso.

Estava eu a dizer que este nasceu para ser o "meu" peixe.

Depois de ter estado três meses dentro de uma bola (o que, aparentemente,  o deveria ter deixado louco), fiquei entretanto a saber que não deveria nunca mudar a água na totalidade, nem tão pouco mergulhá-lo na nova água acabada de sair da bela da torneira (às tantas optei por não comentar que tinha, inclusive, lavado a dita bola com lixivia numa das muitas mudas de água que fui fazendo).

Pois, está claro. Para ter sobrevivido a isto, só pode ser o "meu" peixe. É aquela coisa do Amor, certamente.



publicado por AB às 21:57 | link do post | comentar | favorito

Definição: pessoa que fala muito e sem pensar.
mais sobre mim
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


posts recentes

5/2010

4/2010

3/2010

2/2010

1/2010

HOJE.

CONTINUANDO.

CANSEI-ME.

DIA 79.

DIA 76.

arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

blogs SAPO
subscrever feeds