Domingo, 29 de Julho de 2007
Ontem, ao fim da noite, já em jeito de rescaldo do casamento, quando numa turtúlia de velhos amigos se discutia o que ali nos tinha trazido (e ainda bem que nos trouxe porque há muito que não nos víamos), veio-me à ideia esta frase... Que me parece que sintetiza aquilo que é suposto ser uma relação entre duas pessoas:

"Lovers belong to each other as the sun belongs to the sea: not much but enough to be going on with."


publicado por AB às 16:49 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 26 de Julho de 2007
Lembro-me da cara desconfiada que fizeste na primeira vez que nos viste... Foi assim uma espécie de "mas o que é que estas três aves raras andam aqui a fazer?"...

Depois veio a grande jantarada no Dinoself (que bela fotografia que nos tiraram!)... E acabámos as duas a amparar a desgraça uma da outra... Sentadinhas à beira do Chiringuito a ver o pessoal a passar...

Enfim... Foram uns ricos dias!! : )

PARABÉNS linda! Que sejas muito muito muito feliz!

(PS - Daqui a umas duas semanas e qualquer coisa estamos lá!)


publicado por AB às 21:27 | link do post | comentar | favorito

Questão pertinente:
O que é que é suposto responder-se a uma criança de 11 anos que, depois de ver uma publicidade, nos pergunta: "Oh Pi, porque é que há preservativos com sabor a morango?"
</span>


publicado por AB às 21:09 | link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 25 de Julho de 2007
Se tu viesses ver-me

Se tu viesses ver-me hoje à tardinha,
A essa hora dos mágicos cansaços,
Quando a noite de manso se avizinha,
E me prendesses toda nos teus braços...

Quando me lembra: esse sabor que tinha
A tua boca... o eco dos teus passos...
O teu riso de fonte... os teus abraços...
Os teus beijos... a tua mão na minha...

Se tu viesses quando, linda e louca,
Traça as linhas dulcíssimas dum beijo
E é de seda vermelha e canta e ri

E é como um cravo ao sol a minha boca...
Quando os olhos se me cerram de desejo...
E os meus braços se estendem para ti...

(Florbela Espanca)


publicado por AB às 20:51 | link do post | comentar | favorito

Domingo, 22 de Julho de 2007


E este fim-de-semana a família cresceu...

Chama-se Rita, tem 47 cms e pesa 2,9 kgs.


publicado por AB às 19:28 | link do post | comentar | favorito

Domingo, 15 de Julho de 2007
Encosta-te a mim...



publicado por AB às 11:41 | link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 10 de Julho de 2007
E agora um pouco de escárnio e maldizer...

Desde que ontem vi o debate (?) entre os doze candidatos à CML que a minha vida ficou mais colorida! É que eu andava sériamente preocupada com o meu futuro. Como é do conhecimento generalizado dos leitores deste blog, eu moro com os meus papás - não pago renda, nem água, nem luz, nem... Enfim, básicamente, não pago nada. Mas esta boa vida vai ter de acabar um dia... Até porque todos precisamos de um certo espaço de quando em vez...

Já me tinha decidido a ir viver para a margem norte, mas habituadinha a morar ao pé do rio como estou, nem sequer colocava a hipótese de morar longe da zona ribeirinha - portanto, ali a zona do Chiado e arredores vinha mesmo a calhar.

O actual problema é, essencialmente, o que custa ter uma casa nessa área...

Mas, depois de ontem, voilá!!! Com tão boas propostas de requalificação para a Baixa-Chiado e afins, tão esperançosos projectos urbanísticos, e tanta vontade de chamar os jovens à cidade, é uma questão de tempo até me oferecerem casa para lá morar!


publicado por AB às 21:35 | link do post | comentar | favorito

Desarmas-me quando me olhas nos olhos, com esse ar matreiro, em busca de consentimento para uma traquinice...
Quando me abraças, furtivamente, como se o teu mundo começasse e acabasse em mim...
Quando resmungas por eu não saber que, para ti, as torradas não têm " a parte dura"... Ou
Quando me puxas para te ajudar com as tabuadas...

Desarmas-me quando, na praia, já de lábios roxos, me pedes colo para te aquecer...
Quando suplicas para jogar às raquetes ou fazer castelos na areia...

Desarmas-me quando fazes beicinho e me dás um beijo doce...
Quando me respondes torto e me deixas sem palavras... Como agora...


publicado por AB às 21:20 | link do post | comentar | favorito

Domingo, 8 de Julho de 2007


publicado por AB às 14:45 | link do post | comentar | favorito

É em fins-de-semana como este que eu gostava de ter nascido homem...

Aliás, bem vistas as coisas, eu acho que só nasci rapariga para chatear o meu pai - note-se que quando lhe disseram que tinha nascido "uma linda menina" ele esteve quase, quase, a ir-se embora do hospital... Também compreende-se: durante nove meses disseram-lhe que eu seria um rapaz, e quando ele pensava estar prestes a pegar ao colo um Pedro Miguel (parece que era assim que eu me chamaria na versão masculina), apresentam-lhe uma miúda!! A sorte é que já nessa altura eu já era muito esperta, e parei logo de berrar quando ele me pegou ao colo - há que saber viver, não é?

Mas estava eu a dizer que gostava de ter nascido homem... E passo a explicar porquê: entre muitas outras coisas, pelo facto de não ser expectável que quando as empregadas estão doentes ou de férias os homens peguem no aspirador e no pano do pó e substituam as ditas! Muito menos num dia solarengo como o de hoje... Mais! As mãezinhas, nessas circunstâncias, até têm a tendência de os convidar a ir dar uma volta à rua, porque é mais do que sabido que homens e limpezas de casa dão uma grande confusão - salvo raras e mui honrosas excepções, claro!

E o preconceito está por toda a parte... Há uns anos fui com o meu namorado ao alergologista. Ele era asmático e andava com umas crises esquisitas... Partindo do pressuposto que nós morávamos juntos, o médico resolveu dar-nos indicações sobre quem deveria fazer o quê lá em casa. Como não podia deixar de ser, a limpeza do pó, o aspirar e todas as coisas relacionadas com lavagem de tapetes, cortinados e afins ficaria ao meu cuidado! Isto sem sequer se preocupar em questionar se eu também não seria alérgica ao pó! Nascemos para limpar, pelo que, independentemente do resto, temos essa obrigação! (Nota: eu tenho uma alergia brutal ao pó!)

Enfim, resumindo e concluindo, é muito mais simples ser homem:
- Não se espera que sejam "super" em nada;
- Não têm de fazer mil e uma coisas ao mesmo tempo;
- Não precisam de se esforçar para ter os filhos;
- Não andam mal dispostos uma vez por mês sem que ninguém os compreenda;
- Se forem solteiros aos trinta anos e tiverem uma série de namoradas, são machos! E, principalmente,
- Não têm de limpar a casa!

Mulher sofre...



publicado por AB às 13:06 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Definição: pessoa que fala muito e sem pensar.
mais sobre mim
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


posts recentes

5/2010

4/2010

3/2010

2/2010

1/2010

HOJE.

CONTINUANDO.

CANSEI-ME.

DIA 79.

DIA 76.

arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

blogs SAPO
subscrever feeds